A atriz sempre faz a contadora de história na peça e hoje encarna a Dama do Mar em 'Feliz Ano Novo de Novo'.

edicarmoatriz

Foto: Estúdio Abpereira Produções

 

Hoje, 18 de setembro, às 20 horas, a atriz Renata Di Carmo deixa de lado a "contadora de história", personagem que vive na peça "Feliz Ano Novo de Novo", em cartaz no Teatro Maria Clara Machado, Gávea, para no mesmo trabalho substituir Paula Wenke, atriz e diretora, neste domingo fazendo a protagonista "Dama do Mar". "Teremos uma Dama do Mar Afro", disse Renata. A montagem é dedicada aos deficientes visuais, mas quem não for, ficará na plateia de olhos vendados. O espetáculo conta a trajetória de Gabriel, um adolescente apaixonado que, ao buscar um poema para sua amada, descobre uma história secreta de seu pai.

O teatro é a praia de Renata Di Carmo que aos 13 anos de idade encenava sua primeira peça "O Cavalinho Azul", de Maria Clara Machado, sem saber que um dia estaria em cartaz  no  espaço que leva o nome dessa autora e atriz, que se dedicou aos textos infantis. Fez 'Capitães de Areia", direção de Pedro Vasconcelos, e continuou atuando em outras produções teatrais como "O que estraga é a convivência", "O Auto da Barca do Inferno", "O Sonho", "Pluft, o fantasminha", "Bandidas" (texto seu), "Nível 6", entre outras. Em novembro fará o espetáculo "Shakespeare é Brasileiro", uma parceria da diretora americana Rebeca Clark com "Os Ciclomáticos Cia de Teatro". A atriz que também é roteirista, no teatro foi autora-colaboradora do espetáculo "Escolinha do Professor Raimundo", de Chico Anísio, que migrou por algum tempo da telinha para o palco.

A artista não perde a oportunidade de mostrar seu trabalho na televisão. Na novela 'Haja Coração' ela participou da cena numa igreja durante o curso de noivos de Tancinha (Mariana Ximenes) e Apolo (Malvino Salvador).Os dois começam a discutir e a noiva diante da palestra do padre arma o maior barraco, exatamente um bate-boca cômico com o casal sentado ao lado (Renata Di Carmo e Jardeson Fialho).

Renata fez diversas participações na TV Globo, tendo destaque como atriz; o público não se esquece de sua cena emocionada em "Mulheres Apaixonadas", aos prantos dando exemplo de mulheres em início de tratamento no grupo MADA - Mulheres que Amam demais Anônimas. E por falar em emoção, Renata guarda uma lembrança com carinho, da novela "Desejos de Mulher", que fez do início ao fim sendo a Kátia, empregada do personagem do saudoso Hugo Carvana, o Atílio. Durante a trama, o patrão rico e solitário se apaixona e pede a empregada em casamento, prevendo sua morte antes dela por ser mais jovem.

- A novela para mim foi uma grande alegria. Primeiro porque a história de Kátia teve um desenvolvimento não previsto, escrito pelo autor Euclydes Marinho. A minha personagem acabou crescendo e casando com o personagem do Carvana, e isso foi uma grande surpresa. E segundo porque trabalhar com o Carvana era inspirador, devido à sua importância para a história da TV e do cinema brasileiro. Ao mesmo tempo ele era um homem descontraído no set. Desejos de Mulher também me deu a oportunidade de gravar com Regina Duarte e Glória Pires, de poder vê-las trabalhando. Lembro até hoje, no último dia de gravação, das palavras da Glória Pires para mim: "Eu tenho certeza que a gente vai se ver de novo, você vai continuar trabalhando".

Serviço:
Teatro Maria Clara Machado - Av. Padre Leonel Franca, 240 - Gávea, Rio de Janeiro - RJ,
Informações pelo telefone: (21) 2274-7722.

niver-viagens_728x90

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

August 2017
Mo Tu We Th Fr Sa Su
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
Chalezinho_300x250