Espetáculo estará em cartaz no Espaço da Cia da Revista. A peça tem texto de Fernanda Maia e direção de André Grecco.

tapoteosecamara

Divulgação

 

Em um período no qual as pessoas são influenciadas a estarem dentro dos padrões de beleza, comportamento e consumo, os que estão fora desse modelo são excluídos, por não se enquadrarem no perfil que pede a sociedade da época. Esse é um dos temas do espetáculo Apoteose que fará duas apresentações nos dias 17 e 18 de dezembro no Espaço da Cia da Revista.

A peça com texto de Fernanda Maia e direção de André Grecco conta a história do cantor Pedro, um jovem da década de 1940, com musicalidade e intensidade dramática em suas performances, mas sem a voz potente e operística de Orlando Silva, Francisco Alves e Vicente Celestino, os modelos da metade do século passado.

Apadrinhado por um importante compositor que lhe abre as portas, Pedro chega ao estrelato, porém ainda inseguro de sua competência e de sua identidade, se vê traído por este padrinho.

Apoteose discute a quebra de padrões estabelecidos através dos artistas que não se encaixam em um determinado modelo, para isso o diretor André Grecco trará a estética do teatro de revista - brincando com o carnaval de rua do período, retratado a partir do universo do carnavalesco Fernando Pamplona. A composição dos personagens estabelecem pontes entre seus comportamentos sociais com pensamentos e atitudes que são estandartes da atualidade

Outro universo que aparecerá além do Teatro de Revista será o samba carioca com o uso de cores vivas, análogas ao calor e ao verão da cidade do Rio de Janeiro.


Um dos destaques da peça é o repertório musical escolhido com importantes canções da música brasileira como Cidade Maravilhosa, Jardineira, Aurora, Pierrot Apaixonado entre outras, todas executadas ao vivo.


O elenco é composto por Dan Aluízio, Gregory Henrique Guimarães, Guilherme Miranda, Isabel Paixão, Jesciane Costa e Matheus Pyramo, jovens profissionais formados pela Escola Thymeli.


André Grecco: ator, diretor e produtor teatral. Formou-se em Educação Artística com Licenciatura Plena em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA – USP) em 2007. Em teatro atuou em "A Dama da Noite" de Caio Fernando Abreu com direção de Kiko Rieser, "Tadzio" de Zen Salles com direção de Dan Rosseto (indicado ao Prêmio Cenym / Aracajú – Melhor Ator Coadjuvante 2015), "Romeu e Julieta" de William Shakespeare com direção de Ivan Feijó, "Francesca" de Luís Alberto de Abreu (Indicado ao Prêmio Shell/2012 – Melhor Dramaturgia) com direção de Roberto Lage, "Perdoa-me por me Traíres" de Nelson Rodrigues com direção de Lúcia Veríssimo, "Gazinha" da Cia dos Ditos Cujos, com texto e direção de Sidmar Gomes, "Notas da Superfície" com direção de Márcia Abujamra, "Por um Grão" com texto e direção de Sidmar Gomes, "O Bailado de Flávio de Carvalho" com direção de Roberto Lage, "A Cigarra e as Formigas" e "Se Essa Rua Fosse Minha" da Cia Centopéia de Teatro, ambos com concepção e direção de Alex Moreno; "O Açougue ou De Como Frank Sinatra me Emociona" e "292" com texto e direção de Marcelo Soler da Cia Teatro Documentário, entre outros. Em cinema atuou em "O Futebol" de Sócrates e Kleber Mazzieiro de Souza e nos curtas-metragens "Luz" (Festival Mix Brasil – Mostra Oficial 2010) de Bruna Capozzolli e "Geóides" de Sérgio Concílio, entre outros. Na televisão fez pílulas com textos de Lima Barreto para o Canal Arte 1, exibidas também na Feira Internacional do Livro de Paraty/2017 e na web fez a novela "Umas e Outras" de Leandro Barbieri pela ALLTV. Dirigiu em 2005 "Sonho de Uma Noite de Verão" de William Shakespeare com Bruno Fagundes no Teatro Augusta, em 2006 "Gente que Faz" de Mara Carvalho, em 2012 "Viúva, Porém Honesta" de Nelson Rodrigues e em 2013 "Taxi para um Labirinto" de Thiago Salles e "Olhos Verdes" de David Felipe. É coordenador artístico da Thymeli – escola de formação de de atores com ênfase em teatro musical desde 2015 e sócio-presidente da Cão Bravo Produções Artísticas que produz peças teatrais desde 2013.
Fernanda Maia: atriz, diretora, diretora musical, dramaturga, Fernanda Maia tem se destacado como uma das mais profícuas criadoras da cena teatral paulistana. Bacharel em Piano, Licenciada em Letras, pós-graduada em Criação, Produção e Performance de Canção Popular Brasileira, sua formação teatral se deu com os cursos e oficinas do Grupo Tapa, com quem veio trabalhar posteriormente. Sua parceria com o diretor Zé Henrique de Paula já dura 25 anos, ambos são fundadores do Núcleo Experimental. Como diretora musical e compositora de trilhas, trabalhou com vários diretores e grupos como: Fernando Neves (Os Fofos Encenam), Luiz Villaça, Kiko Marques (A Velha Companhia), Regina Galdino, Sandra Corveloni, Eric Lenate, Nelson Baskerville, Emerson Danesi, Sidnei Caria (Maracujá Laboratório de Artes), Erik Novinsvy (As Meninas do Conto), Companhia do Tijolo, CPT. Indicada quatro vezes ao Prêmio Shell de teatro, foi vencedora em duas edições pelos espetáculos "Lamartine Babo", de Antunes Filho e "L 'Illustre Molière", da Companhia D 'Alma. Vencedora do Prêmio Reverência pela direção musical de Urinal, O Musical, também premiado como o melhor musical em cartaz em São Paulo em 2015. Vencedora do Prêmio APCA pelo musical infantil "Menino Lua", de sua autoria, com o qual também ganhou o Prêmio Coca-Cola Femsa de Teatro Infanto Juvenil na categoria Melhor Trilha Sonora. Premiada na categoria Melhor Roteiro Original no Prêmio Bibi Ferreira pelo espetáculo Lembro Todo Dia de Você. Ao longo de sua carreira, recebeu mais de trinta indicações a prêmios. Dirigiu alguns shows de música brasileira como o "Ainda Somos os Mesmos", com a cantora Carol Bezerra, "Papo de Anjo toca Nazareth", no Auditório Ibirapuera e direção musical do show em comemoração ao centenário do samba realizado pela Prefeitura Municipal de São Paulo, com cinco palcos na Avenida Paulista. Dedica-se também à atividade docente, é formadora na SP Escola de Teatro e ministra oficinas no Teatro do Núcleo Experimental. Como dramaturga, seus espetáculos para crianças se destacaram na Cena Paulistana como "Canção de Amor em Rosa", "Menino Lua", "Chovendo na Roseira", "Sonhos Não Envelhecem", suas mais recentes produções foram o musical infantil "Carrossel" e o musical original para adultos "Lembro Todo Dia de Você", com o compositor Rafa Miranda.
Thymeli - Dança/Teatro/Música - Com o objetivo de formar atores comprometidos como artistas e competentes nas técnicas das diferentes linguagens, a Thymeli é uma escola de formação de atores com ênfase em teatro musical que prioriza a formação do artista como pensador e não tem como foco nas suas disciplinas apenas as montagens e vivências de palco, mas sim o aprendizado e domínio da técnica profissional. A escola, autorizada e reconhecida pela Secretaria da Educação do Estado, localizada na Vila Madalena, oferece uma formação humanista e tem um sistema de aulas flexíveis que torna os preços e horários acessíveis.


Ficha Técnica:
Texto: Fernanda Maia
Direção: André Grecco
Direção Musical: Charles Yuri
Coreografias: Jaqueline Brambila
Elenco: Dan Aluízio, Gregory Henrique Guimarães, Guilherme Miranda, Isabel Paixão, Jesciane Costa e Matheus Pyramo
Coristas: Bianca Souza, Dom Capelari, Mayumi Honda, Letícia Trindade, Rodrigo Odone e Wladimir Pinheiro
Músicos: Charles Yuri e Jonatas Ramos (clarinetes), Dhieego Andrade (percussão) e Renato Souza (piano)
Cenarios e Figurinos: Leandro Santana Selva
Iluminação: François Moretti
Direção de Produção: Letícia Reis
Produção Executiva: Jesciane Costa e Matheus Pyramo
Fotos e Vídeos: Rastro Filmes
Assessoria de Imprensa: Fabio Camara
Vendas: Alessandro Fritzen
Realização: Thymeli - Dança / Teatro / Música

Serviço:
LOCAL: Espaço Cia. da Revista – Al. Nothmann, 1.135 – Santa Cecília. 99 lugares.
DATA: 17 e 18/12 (domingo 20h e segunda 21h).
INGRESSOS: R$ 40,00
INFORMAÇÕES: (11) 3791-5200
DURAÇÃO: 90 min
CLASSIFICAÇÃO: 12 anos

niver-viagens_728x90

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Chalezinho_300x250